01/11/15

BACON... NINGUÉM GOSTA DE TI (OUTRA VEZ)!!!


A minha vontade era nem fazer este post, porquê? Porque é dar a este assunto a importância que ele não merece, lembra-me aquelas discussões de escola primária em que um colega dizia "cheiras mal" e eu dizia "não cheiro nada, tu é que cheiras" e acabávamos os dois à batatada! Aprendi cedo a evitar estas discussões, bastava cheirar-me e pensar "será que o gajo tem razão?", se a resposta fosse não virava-lhe as costas e ignorava o idiota, se fosse sim... era melhor andar à batatada que assim tinha uma boa desculpa para cheirar mal!!! Mas vamos lá despachar isto...

Antes de me alongar vou desde já citar-me a mim próprio (podem ler o post completo AQUI):

"Comam carne, peixe e mariscos à vontade se forem biológicos ou selvagens, se não forem optem por aves e carne de vaca menos gordurosa (é aí que se acumulam os antibióticos), com excepção da picanha e do porco preto que é mais à vontade por serem criados quase sempre num processo mais natural, eu desses costumo comer a gordura. Enlatados de peixe em água ou azeite também vale (embora dê preferência aos em água) e eu abro excepção ao bacon e presunto, a gordura deles é surpreendentemente saudável, mas os que se compram no super são obviamente processados... não se pode ter tudo."

Ou seja, se me perguntarem se carnes vermelhas biológicas por si só fazem mal eu diriam com confiança que não, se me colocarem a mesma questão relativamente ao bacon Espina que eu religiosamente como 2 ou 3 vezes por semana, já não teria tanta certeza. É o menos mau que arranjei até hoje num Super, mas não deixa de ser processado.
E a carne que eu ingiro é biológica? Ainda não. Ando para tratar disso há imenso tempo mas confesso que ainda não aconteceu. Acabo por seguir o meu próprio conselho (como podem ler acima).

Portanto, serei eu um rebelde sem causa por comer desta maneira? Infelizmente não, continuo a ser um mariquinhas com um blog de comida saudável... o que não dá estilo nenhum (ainda tive a esperança que fosse desta que ganhasse fama de "bad boy", mas a única miúda que me atirou um soutien à cara foi a minha mulher e com o único intuito de eu o colocar na tulha da roupa suja).

Porque é que nada disto me preocupa? Fácil. O tipo de estudo utilizado para bancar estas conclusões é um "Estudo Observacional e Epidemiológico" que basicamente consiste em observar um conjunto de pessoas durante um longo período de tempo às quais se fazem umas análises no inicio, ao longo de e no final do processo. 
E dizem vocês "com certeza que separam estas pessoas (garantidamente da mesma idade e condição física) em dois grupos e as fecham em cubos de acrílico estanques durante 20 anos constantemente filmadas e dando a todas exactamente a mesma alimentação enquanto que a única variante é que um grupo tem uma dieta totalmente livre de carnes vermelhas e o outro não"!!!
Curiosamente isso não é assim tão simples e até poderia ser considerado criminoso... a não ser que fosse um Reality Show (esta foi de graça, de nada OMS). A realidade é bem mais simples.
As pessoas são escolhidas ao acaso e de vez em quando preenchem uns questionários que podem incluir perguntas tais como "o que é que comeu ao almoço durante o ano passado"... DURANTE O ANO PASSADO!!! Eu sei lá o que é comi na Segunda-feira, é por isso que vos digo para escreverem um DIÁRIO!!! 

Para além da óbvia falha só neste ponto ainda temos outro, estamos a retirar conclusões acerca de um factor isolado no meio de uma serie de outros não controlados. Ou seja, o "tradicional" comedor de bacon ou carnes vermelhas não é o adepto da Paleo, nós somos uma "raça" demasiado recente.
Estou convencido que a maior parte da malta que respondeu "sim, eu enfio no bucho um naco de bacon e um quarto de vaca por semana" o fez entaladinhos entre duas fatias de pão, acompanhados batatas fritas e coca-cola. Porquê? Porque os marretas que estão mais uma vez a bater no ceguinho são os mesmos que durante anos advogaram as dietas low-fat, ou baseadas no peitinho de frango seco, o que faz que as comunidades mais conscienciosas (que fazem desporto regular, não fumam, não bebem e têm uma preocupação geral com a saúde, não me lembro da ultima vez que ouvi "está na hora do meu Big Mac pós-treino"), sejam igualmente as que evitam as carnes vermelhas e vice-versa! Estão a detectar o problema? Sou capaz de apostar um presunto Pata Negra em como o grupo que mais ingeriu carnes vermelhas era o que menos exercício praticava e menos cuidado tinha com a alimentação no geral.

Para finalizar e se ainda derem algum crédito a este tipo de conclusões, vamos só tocar num ultimo pontinho, de acordo com os números apresentados qual é o risco real de continuar com este tipo de comportamento totalmente anarquista de consumir produtos que se encontram no mesmo grupo de outros terríveis agentes como "respirar" ou "apanhar sol"... vai-se a ver e é quase nada!!! Que desilusão!!! 
Não acreditam em mim? Também não vou explicar!!! Querem informação fidedigna e detalhada vão ao post feito pelo grande Dr. Souto AQUI, que ele sim percebe alguma coisa de alguma coisa (ao contrário deste vosso idiota).

Para quem não queria sequer falar sobre isto já me estou a alongar, vou passar à conclusão e vou fazê-lo com a liberdade que não ser médico nem nutricionista me permite, sabem porque é que nada disto me preocupa? Porque já ando há quase 3 anos nisto e nunca me senti tão bem!!! Eu e grande parte da malta amiga e familiares que resolveram experimentar este estilo de vida (para não falar de todos vocês que vão falando comigo por aqui e através do Facebook) e o mantiveram! Vou mudar porque a maior parte das agências noticiosas achou interessante explorar um titulo polémico? Nem pensar. Conta muito mais para mim a minha experiência pessoal.

Como sempre advoguei, tudo o que é demais faz mal (até a água caramba), por isso comer carne e bacon em demasia faz mal? Claro que sim!!! Assim como só comer peixe, ou só comer batatas, sei lá. É por isso mesmo que eu tento comer o mais variado possível e acompanho toda a "carnucha" com amplas quantidades de vegetais. 

Continuam cheios de medo e não acreditam em mim (o que é perfeitamente legitimo)? Podem perfeitamente ser paleo sem carne vermelha, enchidos ou fumados... não será o meu caso DE CERTEZA :P
Comam Paleo à vontade, o mais natural que conseguirem, evitem os processados, variem bastante, façam a vossa asneira ocasional e vão ver que nunca se sentiram melhor nas vossas vidas. Quanto às probabilidades de terem Cancro... tentem não respirar e pode ser que se safem!!!

1 comentário:

catarina disse...

O blog do Dr. Souto explica de facto muito bem mas adorei este post na medida em que consegue transmitir a mensagem de forma simples e com humor :-)

Abaços baconianos

Catarina

(meu blog: uniquemacau.blogspot.com)

PUBLICIDADE EXTERNA

Os anúncios em baixo são de publicidade externa e da inteira responsabilidade da Google AdSense, sem qualquer patrocínio do Sem Aditivos.